O Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) tornou-se nesta terça-feira o primeiro banco público brasileiro a emitir os chamados títulos sustentáveis, que são títulos de dívida destinados a financiar projetos ambientais e/ou sociais. A operação foi realizada na Bolsa de Nova York, no valor de US$ 50 milhões, ou cerca de R$ 260 milhões, e os papéis foram adquiridos pelo BID Invest, banco multilateral que pertence ao Grupo BID.

Segundo anúncio feito pelo BDMG, os recursos provenientes da emissão serão transformados em linhas de créditos para projetos alinhados aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, com destino não apenas a iniciativas ambientais – como já fazem os já consagrados “Títulos Verdes” ou “Green Bonds” – mas também iniciativas sociais.

“Os títulos sustentáveis poderão financiar tanto projetos de eficiência energética, energia renovável ou gestão de resíduos, como também de saneamento, urbanização, saúde ou educação, por exemplo”, afirma nota do banco.

“A recuperação econômica via desenvolvimento sustentável está no centro da estratégia do BDMG. Neste contexto, os Títulos Sustentáveis são um novo e sofisticado instrumento financeiro. A primeira emissão deste tipo de papel por um banco público brasileiro, realizada pelo BDMG, certamente trará novas oportunidades para o financiamento de uma nova economia, mais sustentável e inclusiva. E, nesse processo, a parceria com o Grupo BID foi fundamental, tanto na preparação para a emissão desses títulos, quanto em sua aquisição”, diz na nota o presidente do BDMG, Sergio Gusmão.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).