O Banco Original revisou a projeção de crescimento do Brasil para este ano, anteriormente de 4,1%, para 5,5%. A revisão ocorre após a divulgação do Produto Interno Bruto (PIB) do primeiro trimestre de 2021, que apresentou expansão de 1,2% na comparação com o quarto trimestre de 2020 e superou as expectativas anteriores do banco.

A instituição explica que “as divulgações recentes têm sugerido que o isolamento social implementado entre março e abril acabou não impactando tão severamente a performance setorial como nós prevíamos inicialmente.”. Por isso, a maior revisão ficou concentrada no segundo trimestre do ano, que passou de -1,0% para 0,2% no trimestre contra trimestre anterior.

As projeções para os demais trimestres do ano passam de 2,5% para 0,7% no terceiro trimestre – consequência especialmente da base mais forte no segundo trimestre, mas também da expectativa de continuidade de um ciclo mais gradual de vacinação e de melhora da pandemia – e de 0,7% para 0,5% no último trimestre do ano, na margem.

Já o crescimento previsto para 2022, que, segundo o banco, “acaba dependendo pouco mais de fatores estruturais (que continuam incertos no país)”, permaneceu em 1,7%.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).