A AT&T anunciou nesta quarta-feira, 21, que venderá a Vrio, sua operadora de serviços na América Latina que controla a Sky Brasil e a Directv. A provedora será adquirida pelo Grupo Werthein, um conglomerado argentino. As empresas esperam que a transação seja concluída no início de 2022. O Grupo Werthein concordou em adquirir 100% do patrimônio líquido da Vrio, que conta com 10,3 milhões de assinantes em 11 países da América Latina e Caribe.

Devido à transação, a AT&T classificou a Vrio como “retida para venda” no dia 30 de junho e registrou o grupo de ativos correspondentes pelo valor justo menos o custo de venda. Isso resultou em uma perda de US$ 4,6 bilhões, incluindo US$ 2,1 bilhões relacionados à conversão acumulada de ajustes para a moeda estrangeira.

Além de atuar no Brasil por meio da Sky e oferecer serviços a outros países da região via DirecTV, a Vrio também possui a Directv Go, um serviço de streaming.

“Nossa visão do futuro é maximizar essas marcas líderes de entretenimento na América Latina, mantendo sua liderança e aumentando sua proposta de valor, investindo em tecnologia e conteúdo alinhados com os hábitos de consumo de cada um dos clientes, incluindo a próxima geração de consumidores”, diz Dario Werthein, acionista do Grupo Werthein, em comunicado.

De acordo com a diretora executiva da AT&T na América Latina, Lori Lee, a empresa de telecomunicações continua comprometida com a região por meio do negócio de wireless no México, além de serviços para multinacionais que atuam na AL.

A AT&T divulgou seu balanço do segundo trimestre de 2021 nesta quinta-feira, 22. No período, a receita da empresa de telecomunicações dos Estados Unidos com os serviços da Vrio foi de US$ 749 milhões, praticamente estável na comparação anual.

Quer receber notícias do 6 Minutos direto no seu celular? Estamos no Telegram (t.me/seisminutos) e no WhatsApp (https://6minutos.uol.com.br/whatsapp).